Como planejar sua primeira viagem internacional

ZAANSE SCHANS – Zaandam

Bom, resolvemos começar falando sobre o roteiro da eurotrip que fizemos em 2018. Fique tranquilo, pois ao terminar de ler este post, você conseguirá montar o seu com facilidade.

Em Outubro e Novembro de 2018, visitamos 17 cidades em 5 países da Europa, sendo esses, Itália (Milão, Sirmione, Florença, Lucca, Pisa, La Spezzia, Cinque Terre); França (Paris, Montreuil -cidade onde nos hospedamos e Versalhes); Bélgica (Brugge); Holanda (Amsterdam, Katwoude, Rotterdam, Volendam, Zaandam-Zaanse Schans e Hoofddorp); Portugal (Lisboa). Roteiro esse que traçamos 5 meses antes e que foi concluído com êxito superando muitas de nossas expectativas.

Obs: Sempre que tivermos dicas importantes pra colocar nos posts, vamos citá-las com a tag #TCVDICAS, ok?

Passaporte

Durante seu passeio pelas cidades é aconselhável andar apenas com a cópia do passaporte na bolsa, caso perca seus pertences ou seja roubado, o original estará guardadinho e seguro.
Foto: Giza Carvalho Coutinho 31/10/19

Então vamos lá! Antes de tudo, você já tem passaporte? Não? Você que já possui, já checou a data que ele expira? Dúvidas sobre como emitir o seu passaporte? Clica nesse link aqui que te explicaremos tudo, passo a passo: https://www.instagram.com/p/B4STlReF3dC/.

Obs: 26 países da Europa, que fazem parte do Espaço Schengen, permitem livre circulação de Brasileiros por até 90 dias, sem precisar de um visto. Mas já fiquem ligados pois, a partir de 2021, os brasileiros terão que solicitar autorização de viagem online para essa livre circulação pelos países europeus que possuem o tratado de Schengen.

Pesquise por passagens mais baratas

Tente escolher a data da viagem com bastante antecedência, pois o mais caro realmente são as passagens. Compramos nossas passagens pelo site 123milhas que foi mais em conta na época. Entre no site ou baixe o aplicativo KAYAK e fique acompanhando diariamente, pois ele faz um apanhado e te encaminha para o site com as melhores promoções. Foi assim que encontramos a 123milhas com preço diferenciado, valeu muito a pena.

Outros sites e aplicativos, que não conhecíamos na época da viagem, mas indicamos hoje pra vocês utilizarem e que estão oferecendo preços bastante atrativos são, PASSAGENS IMPERDÍVEIS (Recentemente teve uma promoção de passagem de ida e volta, incluindo bagagens e taxas, para Madri por apenas 1.500,00) e TURISMOCITY. Eles notificam em seu celular os melhores preços de passagens todos os dias, show de bola isso!

Agora um outro buscador, que em nossa opinião está sendo a melhor opção para comprar passagens hoje em dia, é o SkyScanner. Ele te possibilita filtrar passagens de várias maneiras, quase sempre com as melhores ofertas e logística também. Por exemplo, você consegue comprar passagem de ida e volta, fazendo um stop over em uma outra cidade, por até vários dias sem pagar por isso. Vale muito a pena baixar o app. Se você ainda não conhece, tem muitos tutoriais no youtube que te ensinam a manuseá-lo corretamente.

Planilha de controle de gastos


Nossa viagem foi organizada em uma planilha do Google Docs onde constava a cotação do euro e suas variações ao decorrer do dia. Inserimos nela itens essenciais e alguns de lazer:

Clique aqui para fazer uma cópia da nossa planilha. Obs: Como a planilha foi salva no Google Docs, você precisa entrar com sua conta da google para acessar a planilha e fazer uma cópia, “Make a copy”.

-> Passagens: Nossa passagem de Ida, BSB-MILÃO, ficou na época R$1.880,27 por pessoa e a de volta, Lisboa-BSB, ficou R$1.495,50. Todas com apenas 1 parada em São Paulo (Nós particularmente sempre optamos por vôos mais curtos, pois além de você chegar bem mais rápido, também é menos cansativo, geralmente no máximo 13 horas de vôo já contando com a parada). Mas se você optar por economizar ainda mais e não se importar com o tempo de espera, vôos mais longos saem um pouco mais em conta. Se você tem alguma restrição alimentar, ou é vegano, vegetariano, entre em contato com a companhia aérea que você comprou a passagem e solicite por refeição especial, mas faça isso sempre antecipadamente, e quando faltar 1 dia para sua viagem, ligue e confirme essa solicitação.

Conhecer a culinária local é essencial
Conhecer a culinária local é essencial

Conhecer a culinária local é essencial

-> Alimentação: Estimamos 30 euros por dia por pessoa, e olha que não gastamos isso tudo, pois realmente é possível comer bem e barato na Europa. Nos supermercados você encontra comida para viagem, por exemplo, nós comprávamos pratos prontos de massa, saladas, sanduíches, geralmente custavam de 2 – 3 euros o prato, e como a gente sempre saia com mochila, ficava fácil pra carregar. Para o café da manhã, comprávamos no mercado pão (o saco de 500g de pão integral custava menos de 1 euro), café, biscoitos, tudo que precisávamos para preparar nosso próprio café da manhã. Você economiza bastante fazendo isso. Mas lógico que a gente tomava um cafezinho e comia na rua também, reservávamos uma refeição do dia para conhecer a culinária local, é muito importante fazer isso. Comíamos bastante pizza também que era mais em conta, e se você pesquisar no Google Maps ele te mostra os restaurantes próximos de você com ranking de preço, enfim, você consegue sim encontrar restaurantes baratos e com comida boa. Obs: Os restaurantes mais bem localizados, famosos, que são cheios de turistas, na maioria das vezes são os mais caros e a comida nem é lá essas coisas.

-> Hospedagem: Todas as nossas hospedagens foram compradas pelo AIRBNB e BOOKING, ficamos um bom tempo analisando quais ofereciam os melhores preços, e com certeza esses dois foram os campeões no ranking. Isso é muito importante pra quem deseja economizar. Todos os quartos que alugamos nós optamos por ser privativo e com banheiro privativo também, pois nosso tempo tava bastante corrido, então evitamos acumular atrasos. Atenção, reserve sempre com antecedência suas hospedagens e acompanhe nos aplicativos as confirmações. Guarde todos seus comprovantes de reserva e leve na viagem.

-> Transportes: Avião, trem, bus, metrô, aluguel de carro, pedágios e combustível). #TCVDICAS: passagens de ônibus, trem e avião entre cidades da Europa ficam extremamente caras ao se aproximar da data de embarque. Ex.: Nossa passagem de trem de Milão para Paris que compramos por 35 euros com 4 meses de antecedência, estava a 150 euros na hora #ficaadica; Compramos os bilhetes de trem das empresas TRENITALIA (Milão -> Paris) e THALYS (Paris ->Brugge) no site da RAILEUROPE; Os bilhetes de Ônibus da empresa FLIXBUS (Brugge->Amsterdam) compramos pelo site da Omio (antiga Goeuro); As passagens de avião compramos pela VUELING AIRLINES (Amsterdam->Lisboa), uma companhia aérea espanhola de baixo custo, preços super em conta mesmo!

-> Passeios aos pontos turísticos: Faça um estudo sobre os lugares que você for visitar antes, anote, faça uma lista e já vai com tudo isso pronto pra você não perder tempo na viagem planejando. Por exemplo, pra visitar o Louvre, compre o ingresso quando você ainda estiver no Brasil, pra não correr risco de chegar lá e já ter esgotado para a data que você deseja (isso é fato, pois o Louvre é o museu mais visitado do mundo, portanto fique atento). O mesmo pode acontecer no Museu de Anne Frank, e outros museus que costumam ser lotados, sem contar que os museus geralmente não abrem às segundas feiras, então se liga aí!

-> Seguro viagem – Já inclui o saúde também: ITEM OBRIGATÓRIO aos países que fizeram o tratado de Schengen (a maioria dos países da europa), e tem que cobrir pelo menos o básico de até 30 mil euros de despesas. Na imigração eles pedem e se você não estiver com ele, diga adeus ao seu sonho que irá terminar sem mesmo antes começar. Compramos pela empresa Real seguro viagem no site https://www.seguroviagem.srv.br/

-> Chip celular Sim Card: Difícil se locomover sem conexão de internet, portanto é sim ESSENCIAL obter um, além disso, você poderá registrar todos os momentos em sua rede social a hora que você quiser. Confira aqui os preços dos pacotes de internet que você tem interesse de adquirir: https://www.easysim4u.com/

#TCVDICAS: Baixe os mapas offline de onde for visitar em seu aplicativo de mapas para economizar sua rede de dados.
Um smartphone com internet em mãos também nos ajudou a procurar por restaurantes, fast-foods e comidas saudáveis aos arredores de onde estávamos. Outra vantagem disso é que alguns sites fazem o ranking de preços dos restaurantes, o que pode ajudar no quesito economia, portanto aconselhamos que tenha em seu orçamento um Chip celular Sim Card. 
Clique aqui e confira como a própria Google ensina a baixar mapas offline tanto para Android quanto para Iphone.

Clique aqui para saber o valor total da nossa eurotrip que postamos no feed do instagram

Dicas e cuidados para quem for alugar carro

Alugamos um Peugeot 308 diesel (muito econômico, fez uma média de 17Km/litro no trajeto completo, contando urbano e rodoviário). Alugamos pela empresa Avis. Retiramos o carro no aeroporto de Milão (Malpensa) e devolvemos no centro da cidade de Milão, próximo a estação central, pois foi onde pegamos o trem rumo ao próximo destino, então fique atento a essa comodidade. Fizemos uma road trip pelo norte da Itália durante 4 dias onde passamos por 7 cidades, foi uma experiência inesquecível!

Existem muitos pontos de pedágio distribuídos pelas rodovias da Itália, e para você não ser pego de surpresa financeiramente, é bom você fazer uma estimativa antes. Para isso nós utilizamos um site italiano, o autostrade , que estimou tudo isso, e deu certinho. Os pedágios na Itália não são como no Brasil, você paga por distância percorrida, por exemplo, quando você entra na autoestrada você pega um cartão na máquina de pedágio e você só vai inserir esse cartão e efetuar o pagamento, quando você sair dessa autoestrada, onde será calculada a distância percorrida e o valor final.

Na Itália, todas cidades que visitamos tinham uma área chamada ZTL (Zona de tráfego limitado), nas quais era proibido o acesso de carros durante certos horários. Caso entrasse e uma câmera flagrasse, mesmo sem estacionar, uma multa seria aplicada. Verifiquem sobre isso caso pensem em trafegar por lá. A regra pode ser diferente de cidade para cidade. OBS.: Único país em que alugamos carro foi na Itália, mas já estávamos cientes desta regra e não tivemos problema (utilizamos o app Waze, pois o Google Maps não tinha opção de ZTL).

Antes de abastecer, sempre confira se a bomba de auto-serviço do posto de gasolina tem opção de devolver troco, pois colocamos uma nota de 50 euros e perdemos 37 euros de troco. O troco era dado somente pelo frentista que só voltaria do almoço dentro de 2 horas e nós não podíamos esperar pois tínhamos que seguir viagem.

  Obs.: Os estacionamentos são sempre pagos, mesmo nas ruas. Os parquímetros estão bem distribuídos por toda a cidade, e nós procurávamos sempre estacionar perto de algum deles para facilitar, visto que a compra do ticket é feita através deles e dependerá da quantidade de horas que você irá deixar estacionado (Geralmente era de 1€ a hora). Tem estacionamentos particulares também, porém compensa apenas para guardar o carro de um dia para o outro, pois estes são mais caros (Por volta de 15 a 20€).

Infelizmente nós tivemos um imprevisto e vamos compartilhar aqui para você não cair na mesma cilada que a gente. Nós já tínhamos efetuado o pagamento do aluguel 3 meses antes da viagem. Como muitos já sabem, para alugar um carro é preciso deixar uma “caução” que é debitado no seu cartão de crédito. Essa caução é um valor X que cada empresa estipula o seu, enfim, um procedimento normal e esperado, e caso não encontrem nenhum “problema” com o carro na devolução, esse valor é automaticamente estornado.

Pois bem, na retirada do carro no aeroporto de Milão, a atendente entregou um contrato para assinarmos e ele estava todo em italiano, como nós não dominávamos a língua nós deveríamos (sim deveríamos, mas não fizemos) ter exigido a cópia em inglês para dar uma conferida no que estava dizendo. Como a gente já tinha efetuado o pagamento do aluguel do carro, pensamos que nada demais poderia nos acontecer, então nós assinamos o contrato sem a menor preocupação.

Um mês depois começaram a debitar valores absurdos no nosso cartão de crédito, fomos questionar a empresa e eles disseram que contratamos “alguns pacotes de serviços” durante a assinatura do contrato. Eles disseram também que nós atrasamos 1 hora na devolução, sendo que entregamos o carro 1 hora adiantada, enfim, houveram algumas contradições e foi um transtorno muito chato.

Nós contestamos, ligamos, mandamos e-mail, mas não conseguimos nosso dinheiro de volta pois eles mandaram a cópia do contrato que nós assinamos e nele tinha “embutido” esses “pacotes surpresa” que no final ficou 4 vezes mais caro que o próprio aluguel do carro. Então fiquem atentos para não cometerem o mesmo erro que a gente.

Mesmo com esse transtorno, a experiência de termos feito essa road trip foi a mais sensacional de toda nossa viagem pela Europa. Quer saber mais?

Road Trip Itália

Acompanhe o story completo nos destaques sobre Road Trip Itália em nosso instagram, clicando aqui. Ficou bastante interativo, corre lá!

Clima e roupas para o frio

Nós viajamos no outono e pegamos temperaturas de no mínimo 3 e máximo 18 graus, portanto vão preparados com roupas adequadas para o frio, o qual incomoda bastante se você não estiver devidamente vestido (Acredite e não se iluda, é melhor você ter roupa para tirar do que não ter o que colocar, rss).

Indicamos comprarem casacos e demais adereços em lojas como Decathlon e Centauro, que têm bons preços equiparados aos preços da Europa. #TCVDICAS : comprem no site e coloquem para recolher na loja física, pois desta forma você consegue as promoções do site sem pagar pelo frete.

Cuidados com sistema imunológico

Outra dica bastante importante é melhorar sua imunidade pelo menos 3 meses antes de viajar, por conta da mudança abrupta de temperatura. Nós usamos o Targifor C comprimido 500mg, tomamos 1 comprimido por dia durante 90 dias e ninguém adoeceu na viagem, portanto sigam essa dica que vale mesmo a pena. Outras marcas de Vitamina C 500mg que indicamos é o Cewin (comprimido de liberação prolongada), e também as da marca Sundown FDC.

Obs: Oi Pessoal, Giza aqui! Sou farmacêutica e com segurança indiquei esses produtos para nossa viagem, portanto consulte um médico ou profissional de sua confiança.

Acredite, tendo todos esses itens checados você pode dizer que já tem uma viagem garantida e segura, pois foi baseado nessa ordem que fizemos a melhor e mais organizada viagem, sem contratempos absurdos. Tudo que se organiza com antecedência, a chance de se ter falhas aproxima-se cada vez mais de zero.

Então é isso gente, continue nos acompanhando pois entraremos em minuciosos detalhes sobre as cidades que passamos ao longo de nossas próximas postagens.

Até o próximo post. 🙂

Lago de Garda – Sirmione, Itália

tocontigoeviajo
tocontigoeviajo

2 Comentários

  1. julho 7, 2020 / 10:24 pm

    Esse post tá incrível, super completinho, passou por cada detalhe! Eu acho super importante experimentar a culinária local, e isso não significa não economizar, mas sim fazer melhores escolhas como vocês fizeram. É bem como vcs falaram, tem restaurante que é super badalado e não vale a pena, e tem comidinhas super baratinhas que retratam muito melhor o lugar. O que mais me impressionou mesmo foi a dica da vitamina, eu nunca tinha pensado nisso e já fiquei doente viajando justamente pela mudança de temperatura!!! Adorei!

    • tocontigoeviajo
      Autor
      julho 7, 2020 / 10:30 pm

      Que linda vc Steh! Obrigada por tanto carinho. E a Vit.C já virou rotina, tomamos pelo menos 3 meses antes das viagens hahahahaha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *