Roadtrip norte da Itália – Parte 1 – Milão

Dicas importantes

Antes de começar, queríamos dizer que ficamos pouco tempo em cada cidade, pois como tínhamos horário para fazer check in de hospedagem nas cidades específicas, conseguimos conhecer apenas o essencial dos lugares. Então esse post vai ajudar quem tiver interesse por uma roadtrip de poucos dias, conhecendo vários lugares.

Vale ressaltar a importância de você filtrar o máximo de dicas possíveis sobre o aluguel de um carro, pedágios e gastos com combustível na Itália. Nós fizemos um post com tópico específico “Dicas e cuidados para quem for alugar um carro”, só clicar aqui .

Uma de nossas melhores experiências pela Europa foi cair na estrada. Nós fizemos um tour pelo norte da Itália durante 4 dias, passando por 7 cidades. Uma correria, mas valeu muito a pena. Esse contato com a rotina diária dos italianos nas ruas, nas estradas, também nos fez sentir, de certa forma, “cidadãos da italianos”. Achamos muito bacana isso.

Começamos a road trip em Milão, depois seguimos para Sirmione, Florença, Lucca, Pisa, La Spezia e Cinque Terre.

Acompanhe nossa roadtrip Itália também nos destaques do instagram, com vídeos das estradas e do nosso rolê irado, só clicar aqui.

Logística do nosso passeio em Milão

Bom, pegamos nosso carro no aeroporto de Milão e seguimos direto para o hotel, que alugamos pelo AIRBNB na Piazza Monte Falterona, para deixar nossas malas e correr para aproveitar a cidade, afinal só tínhamos o restante da noite para conhecer Milão, pois partiríamos bem cedo para o próximo destino. Lembre-se sempre, tempo é dinheiro e o dinheiro é em euro, portanto, otimize seu tempo e aproveite o máximo de suas energias que no final vai valer a pena.

Antes, passamos em uma pizzaria que tinha em frente ao hotel, onde comemos a melhor pizza de nossas vidas, nunca iremos esquecer. Acredite, pagamos 5 euros apenas na pizza Giga.

Para você saber mais sobre economia com alimentação, temos um post em que comentamos sobre o assunto, só clicar aqui .

Praça da Catedral de Milão

Para ir até a Praça da Catedral de Milão preferimos pegar um Uber, pois como já falamos em post anterior, nas cidades da Itália tem as zonas de tráfego limitado (ZTL), nas quais era proibido o acesso de carros durante certos horários, sujeito a multa.

Por conta disso, deixamos o carro quietinho, estacionado em frente ao hotel, do lado de fora mesmo, não tivemos nenhum problema quanto a roubo ou assalto, mesmo estando hospedados em um bairro afastado. Mas é lógico que é sempre bom prevenir, ter cuidado, pois ninguém está imune do risco.

Ao chegar na praça fomos surpreendidos com a beleza e perfeição da catedral, que é uma das mais complexas e célebres edificações em estilo gótico da Europa. Começou a ser construída no século XIV e foi finalizada apenas no século XIX.

A visita a catedral custa 16 euros, e por esse valor, além da catedral, você também terá acesso ao museu, área arqueológica e ao terraço. O horário de funcionamento dessas atrações, com exceção do museu que fecha na quarta-feira, é de todos os dias, das 08 às 19 horas.

Fiquem atentos quando estiverem na praça ou em qualquer outro ponto turístico movimentado, pois sempre tem “aproveitadores” tentando aplicar algum golpe em turista. Tentaram nos aplicar o golpe da flor, mas como já tínhamos lido a respeito, ficamos espertas e dissemos “não” para eles saírem de perto. Eles pedem para você segurar a flor e dizem que ela é “de graça”, aí quando você segura eles não aceitam pegar de volta e ficam dizendo que você precisa pagar 5 euros por ela. Fiquem ligados. Tentaram aplicar também outros golpes semelhantes nas outras cidades que passamos, mas vamos contar sobre eles em post específico.

Galeria Vittorio Emanuelle

Na praça, ao lado da catedral, encontra-se a charmosa galeria Vittorio Emanuelle, o shopping mais antigo da Itália, inaugurado em 1877. Dentro da galeria podemos encontrar maravilhosos restaurantes, lojas de grife com as marcas mais importantes do mundo, como a Versace, Prada, Gucci, Louis Vuitton e outras.

Uma curiosidade é que no octógono central da galeria há um mosaico de touro, que segundo a tradição, se você der uma volta completa ao redor do touro com o calcanhar direito e de olhos fechados, você terá sorte. Isso atrai muitos turistas ao local que fazem até fila para “tentar a sorte” cumprindo o que manda a tradição.

Starbucks de Milão – A obra mais complexa do grupo no mundo

Cafés expresso na Itália é ritual sagrado, durante 20 anos o país não contava com nenhuma loja Starbucks, foi aí que a empresa acertou em cheio quando decidiu abrir sua primeira loja, em setembro de 2018, na cidade de Milão. Uma arquitetura diferente de todas as outras versões da rede. Foi considerada a mais linda obra do grupo Starbucks.

A fachada conta com arquitetura gótica, que já te impressiona logo na entrada. O interior, como mostra na foto, é bem espaçoso, com um balcão repleto de mármore, um barril de bronze de 6 metros e um forno à lenha, muito rico em detalhes. É absolutamente incrível, então você que está ou vai para Milão, por favor não deixe de visitar essa loja, ficou perfeita!

O passeio por Milão vai ficando por aqui, mas continuamos seguindo. O próximo destino é, nada mais nada menos que Sirmione, uma província da Bréscia que fica 137 Km de Milão 😊. Então fica ligado na parte 2 do próximo post, que é a continuação dessa roadtrip irada pelo norte da Itália. Até lá!

Giza Coutinho
Giza Coutinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *