Roadtrip norte da Itália – Parte 3 – Florença

Florença, Toscana, Itália

Chegamos na famosa capital da Toscana, a apaixonante Florença. Já era quase noite, então fomos direto para o endereço do Airbnb, na Via Bisenzio, pois a anfitriã estava nos esperando para fazer o check in. Nessa acomodação tinha serviço de garagem gratuito, assim deixamos o carro lá e guardamos as nossas coisas no apartamento. Depois fomos comprar o ticket do ônibus em uma tabacaria na esquina. O valor do ticket foi de €1,20, portanto compramos 2 já pensando na volta.

Obs: O principal meio de se locomover no centro histórico de Florença é a pé, pois é pequeno, então é bem fácil percorrer por todas as ruas caminhando. Como ficamos hospedadas um pouco distante do centro, optamos por ir até lá de ônibus.

Outros meios para se locomover na cidade além dos ônibus, tem o tram (ônibus elétrico), os táxis e bus turísticos, visto que Florença não tem uma malha interna de metrô, no máximo algumas linhas de trem que unem Florença a outros municípios da Itália.

Para mais detalhes sobre todas as linhas de ônibus e Tram, consulte o site da ATAF clicando aqui

Duomo de Firenze – Santa Maria Del Fiore

Descemos bem próximo da Praça da Catedral de Florença, Santa Maria de Fiore. Gente, como é charmosa essa cidade! Cada esquina que passávamos éramos surpreendidas por algo. Estou digitando esse texto para vocês e o filme está passando em minha mente, como se tivéssemos voltado no tempo.

Ao avistar a catedral Santa Maria de Fiore, veio uma emoção forte dentro de mim, até mais do que havia sentido ao conhecer a Catedral de Milão. Não sei por quê. Mas fiquei uns bons minutos parada, só apreciando, reparando cada detalhe e imaginando como foi o período de construção.

Construção essa que começou no final do século XIII com arquitetura gótica, e que foi sendo deixada de lado ao longo dos anos. O estilo romano renascentista começa então a ocupar espaço predominante em sua arquitetura, onde o ar gótico da catedral foi escondido atrás do mármore vermelho de Siena, branco de Carrara e verde de Prato.

A construção da catedral só foi finalizada na primeira metade do século XV, e foi isso que me fez parar por alguns minutos e ficar imaginando: Uma obra que passou por tantos momentos importantes da nossa história durante o período de sua construção, e até hoje está de pé.

A catedral Florentina é um dos maiores símbolos do cristianismo na Europa, ficando apenas atrás da Basílica de São Pedro no Vaticano, da Catedral de São Paulo em Londres, da Catedral de Sevilha e da Catedral de Milão.

Foi muito incrível conhecer de pertinho, entender a importância e o impacto que esse tipo de construção teve para a população da época, que reflete até hoje na cultura e na crença dos povos do mundo inteiro. Nós não conhecemos os interiores da catedral pois já era noite e ela estava fechada. Mas já valeu muito tudo que conseguimos ver.

Obs: Jantamos no Mc Donald´s que ficava 5 min a pé da Catedral, na Via Camillo Cavour, esquina com a Via Guelfa. Bem em frente ao Mc Donald´s tem um subway também, pra quem procura por um lanche mais saudável e barato, essa é uma opção.

Vamos colocar aqui as informações importantes sobre horário de funcionamento e valor dos ingressos que pegamos no site local de Florença, onde também é possível fazer a compra do ingresso por lá. Segundo a fonte: https://www.ilgrandemuseodelduomo.it/ segue os horários e respectivos preços de ingressos:

Horário:

Segunda, terça, quarta e sexta: das 10:00 às 17:00 horas.
Quinta: das 10:00 às 16:30 horas (depende do mês).
Sábados: das 10:00 às 16:45 horas.
Domingos e feriados: das 13:30 às 16:45 horas.

Preço:

Entrada: 18€ (inclui catedral, cúpula, batistério, cripta, campanário e o Museu da Ópera do Duomo).
Crianças entre 6 e 11 anos: 3€.
Menores de 6 anos: entrada gratuita.

Obs: O horário da reserva pode mudar devido a variações nos horários de fechamento dos monumentos. Sempre consulte o horário atualizado no site.

Foto: Trover

Deixamos a linda catedral e continuamos andando pela cidade, rumo a ponte Vecchio. Passamos por várias lojas no meio do caminho, entramos em algumas, como a Hard Rock café de Florença, com sua fachada medieval belíssima, diferente do que estamos acostumados a ver nas lojas do grupo.

Hard Rock Florença – Tripadvisor

Praça da República

Continuamos descendo e pouco mais abaixo, na mesma rua do Hard Rock, encontramos a Praça da República, gigante por sinal, com várias lojas importantes ao redor, cafés sofisticados e o famoso carrosel. A praça estava em obras quando visitamos, mas deu pra se ter uma idéia da dimensão e o quanto é movimentada, mesmo com obra.

Ponte Vecchio

Arcos medievais da Ponte Vecchio

Da praça até a Ponte Vecchio caminhamos mais uns 4 minutos, e chegamos até os arcos medievais da ponte que deixam o cenário muito romântico e charmoso. A ponte Vecchio fica sobre o Rio Arno, e é famosa pelo número de lojas, pricipalmente joalherias de luxo, ao longo de sua extensão.

Foi construída ainda na Roma Antiga originalmente em madeira, e destruída por uma forte enchente no século XIV. Logo em seguida foi reconstruída, dessa vez em pedras. É considerada a ponte de pedra mais antiga da Europa, onde passou ilesa contra o ataque dos Alemães na segunda guerra mundial.

O que nos chamou atenção durante a nossa visita a ponte foi a quantidade de cadeados colocados nela como prova de amor. E essa tradição ainda continua, mas frequentemente as autoridades retiram os cadeados pela segurança da estrutura.

Florença é sem dúvida uma parada obrigatória na Toscana. Nós tivemos poucas horas para conhecer a cidade, pois já era tarde da noite e precisávamos dormir, mas nós aproveitamos o máximo que conseguimos nesse lugar medieval encantador.

E a nossa rápida passagem por Florença terminou por aqui, pois no dia seguinte tínhamos que passar em Lucca, depois Pisa, e por fim chegar em La Spezia a tempo de fazer o check in da nossa hospedagem. Correria, né? E nós temos uma saudade danada disso. Foram dias inesquecíveis.

Fiquem ligados que a roadtrip pelo norte da Itália ainda não acabou, temos mais 4 cidades para apresentar a vocês. Então até o próximo post, ok? 🙂

Giza Coutinho
Giza Coutinho

1 Comente

  1. janeiro 31, 2021 / 1:05 pm

    This is really interesting, You are a very skilled blogger. I have joined your feed and look forward to seeking more of your magnificent post. Also, I have shared your web site in my social networks! Sela Weider Adelina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *